Como seria bom se nosso metabolismo trabalhasse com a mesma velocidade com que nossos olhos detectam as comidas que mais gostamos nas gôndolas dos supermercados.

Infelizmente, nem sempre é assim. Poucos são os privilegiados que comem tudo que gostam sem engordar. Se não ficarmos nos policiando, inevitavelmente acabaremos ingerindo muita coisa que não nos faria falta.

Quais seriam os alimentos mais calóricos que comemos frequentemente?

O que são calorias?

Falamos tanto nelas, mas o que seriam as tão temidas calorias?

Calorias são unidades de energia contidas nos alimentos que consumimos diariamente. Precisamos “queimá-las” para produzirmos energia, usada para nossas atividades diárias. Quando essas calorias estiverem em excesso em nosso organismo, e não puderem ser queimadas, serão então armazenadas em forma de gordura.

Quantas calorias precisamos ingerir diariamente?

Isso depende de alguns fatores, como por exemplo: sexo, idade, atividade física, quantidade de massa magra e massa gorda, etc.

Quando se ingere calorias abaixo do que é exigido pelo organismo, perde-se peso, porém, caso esse período seja muito prolongado, o sistema imunológico enfraquece, dando oportunidade para o surgimento de doenças.

O contrário disso, ou seja, o excesso de ingestão calórica, provoca ganho de peso, que também não é saudável, causando obesidade, problemas cardíacos, articulares, diabetes e câncer.

Alimentos mais calóricos que comemos frequentemente

Obviamente, uma dieta saudável não está somente vinculada à quantidade dos alimentos, mas também à sua qualidade. Os alimentos mais calóricos que a maioria das pessoas consome diariamente, estão listados abaixo, em ordem decrescente. São eles:

1. Óleos (900 calorias em 100 gramas)

Todos são extremamente calóricos, apresentando, em média, aproximadamente 120 calorias por colher de sopa. Isso é muita coisa. Portanto, é bom ficar muito atento a esse valor. Usar minimamente, dando prioridade somente ao necessário.

Evitar frituras, que além de absorverem uma quantidade maior do óleo, também poderão estar sendo preparadas quando esse óleo já foi reaproveitado muitas vezes, apresentando-se altamente cheio de toxinas, que fazem muito mal à saúde.

Para saúde, alguns óleos são mais saudáveis. Mas para contagem de calorias, óleo de soja, canola, amendoim, milho, girassol, amêndoa, coco, inclusive azeite de oliva, todos eles estão entre os alimentos mais calóricos.

2. Nozes e sementes (720 calorias em 100 gramas)

Embora essa gordura seja de alta qualidade, de origem vegetal, saudável e muito importante, as nozes e sementes ocupam a segunda colocação entre os alimentos mais calóricos. Por ordem decrescente: nozes pecan, pinhão, coco, castanha do Pará, nozes, avelãs, amendoim e semente de girassol, amêndoas, castanha de caju, semente de abóbora, semente de linhaça, semente de chia.

3. Chocolate (598 calorias em 100 gramas)

Adorado pela maioria das pessoas, o alimento que libera serotonina e endorfinas instantaneamente, infelizmente, tem um teor calórico desanimador. Seu consumo, em pouca quantidade, é saudável, mas é preciso moderação. Os chocolates com maiores teores de cacau apresentam menos açúcar, sendo portanto melhores.

4. Manteiga de amendoim (590 calorias em 100 gramas)

Além da manteiga de amendoim, também estão nessa lista outras manteigas, como de amêndoa, etc.

4. Leite integral e seus derivados (452 calorias em 100 gramas)

O leite integral apresenta, em média, 150 calorias por xícara, sem açúcar. Se for o leite em pó, esse valor é mais alto, 159 calorias. A manteiga também é muito calórica. Os queijos mais indicados às dietas são a ricota, o iogurte light e o Cottage.

5. Carnes (358 calorias em 100 gramas)

Aqui precisamos estar atentos, pois esse valor varia muitíssimo, dependendo do tipo de carne. Por exemplo, a de frango costuma ser menos calórica, porém, se a pele for consumida, as calorias darão um salto. As carnes brancas são mais recomendadas por serem mais saudáveis e apresentarem menos gorduras do que as vermelhas.

Estamos falando também em bacon, que além de extremamente gorduroso, também é muito salgado. Nessa categoria, incluiremos os frios, que também variam o valor calórico de acordo com a quantidade de gordura. O mais recomendado para quem faz dieta é o peito de peru, enquanto que o salame, copa, presunto parma, e outros nessa linha são alimentos mais calóricos que devem ser evitados.

6. Frutas secas (339 calorias em 100 gramas)

As frutas secas, como as ameixas, damascos, etc, possuem alto teor de fibras, mas suas calorias precisam ser observadas. Não poderão ser consumidas livremente por pessoas em dietas com restrição calórica. Todas elas: cerejas, mirtilos, passas, figos, maçãs, etc. Isso se deve à grande quantidade de açúcar utilizada durante o processamento.

7. Refrigerantes

Nesse caso, todos deveriam ser abolidos de qualquer dieta, não somente pelo alto teor de açúcar, mas por apresentarem calorias vazias, ou seja, só nos engordam, não trazendo benefício de espécie alguma à saúde.

Suas calorias variam conforme a marca. A Coca-Cola diz ter 137 calorias por latinha, enquanto a Fanta chega a 189. Os refrigerantes diet ou zero são tão inócuos quanto suas versões originais. Embora tenham somente 1 caloria, não trazem nenhum benefício. Prefira sucos naturais pouco calóricos, água de coco, e água.

8. Bebidas alcoólicas

Há um efeito psicológico interessante que costuma sabotar a maioria das dietas que está ligado às bebidas. A maioria das pessoas considera as calorias que estão em seu prato, mas desprezam as calorias no copo. As bebidas alcoólicas são muito calóricas, com o agravante que as pessoas vão bebendo e não percebem o quanto já consumiram em calorias.

As “inofensivas” batidinhas antes das refeições poderão ter assustadoras 250 calorias em 100 ml. Uma caipirinha também oscila nessa faixa, portanto, muito cuidado quando bebidas fizerem parte da refeição.

9. Hambúrguer a afins

Lanche preferido entre a maioria dos adolescentes e muitos adultos, o hambúrguer costuma ter, em média, 500 calorias. Soma-se a isso os refrigerantes e a porção de batatas fritas, e chegaremos quase a 800 calorias. Isso sem contar o sorvete como sobremesa. Portanto, atenção, procure reduzir seu consumo.

10. Doces e docinhos

Difícil resistir a eles. Quem consegue comer somente um brigadeiro numa festinha? Pois então, cada um tem, em média, 96 calorias! Uma fatia de pudim de chocolate com 100 gramas terá 280 calorias. Outros alimentos mais calóricos são os biscoitos recheados, que podem ter 70 calorias por unidade, e a maioria das pessoas come quase todo o pacote. E como ficar longe dos sorvetes no verão? Uma única bola tem 130 calorias, sem acompanhamentos. Uma banana Split detona qualquer dieta, tendo 800 calorias, em média. Talvez os doces estejam entre os alimentos mais calóricos mais difíceis de abrir mão.

11. Massas

Outra tentação! A pizza do sábado à noite não parece ser tão vilã quando está em nosso prato, mas perceberemos o estrago quando subirmos na balança. Uma “inofensiva” fatia de pizza calabresa poderá ter 420 calorias! A lasanha da vovó dos domingos tem, em média, 300 calorias em 100 gramas, portanto, muita calma nessa hora!

12. Salgadinhos

Dá pra comer só uma coxinha na festa (50 calorias)? Desprezar as bolinhas de queijo (45 calorias por unidade)? Ignorar as empadinhas (80 calorias cada)? É bem difícil, mas suas calorias deveriam vir coladas a elas. Dessa forma talvez conseguíssemos evitá-las.

Considerações finais

Fica muito claro, após lermos a lista dos alimentos mais calóricos, que eles fazem parte de nossa dieta. Para alguns mais, outros menos, mas dificilmente não há quem não os consuma. Seria bastante interessante reduzir esse consumo a uma vez por semana, e procurar fazer substituições mais saudáveis, como o arroz integral, frutas, legumes e verduras.

Nenhuma dieta deverá ser 100% restritiva, pois isso a torna desestimulante, mas com ponderação será possível comer o que se gosta sem abrir mão de alimentos mais naturais, frescos e menos calóricos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here