O triptofano é um aminoácido essencial, ou seja, que o organismo não consegue produzir, devendo ser obtido a partir da alimentação. Esse aminoácido ajuda a sintetizar serotonina, conhecida como o “hormônio do prazer”, melatonina e niacina e por isso está associado ao tratamento e prevenção da depressão, ansiedade, insônia e pode até mesmo auxiliar no processo de emagrecimento.

O triptofano pode ser encontrados em alguns alimentos como chocolate meio amargo e nozes mas também pode ser comprados nas farmácias porque existe em forma de suplemento alimentar, no entanto deve ser consumido apenas sob a orientação do nutricionista ou do médico.

Para que serve

O triptofano é um aminoácido essencial que participa em diversas funções metabólicas, servindo para:

  • Combater a depressão;
  • Controlar a ansiedade;
  • Aumentar o humor;
  • Melhorar a memória;
  • Aumentar a habilidade de aprendizagem;
  • Regular o sono, aliviando os sintomas de insônia;
  • Ajudar a controlar o peso.

Os efeitos e, consequentemente, benefícios do triptofano acontecem porque este aminoácido ajuda a formar o hormônio serotonina que é essencial para evitar distúrbios resultantes do stress como depressão e ansiedade. Além disso, o triptofano é utilizado para tratar a dor, bulimia, deficit de atenção, hiperatividade, fadiga crônica e TPM.

O hormônio serotonina ajuda na formação do hormônio melatonina que regula o ritmo o relógio biológico interno organismo, melhorando a qualidade do sono, já que a melatonina é produzida durante a noite.

Onde encontrar triptofano

O triptofano pode ser encontrado em alimentos como queijo, ovo, abacaxi, tofu, salmão, nozes, amêndoas, amendoim, castanha-do-pará, abacate, ervilha, batata e banana. Conheça outros alimentos ricos em triptofano.

O triptofano também pode ser encontrado como suplemento alimentar em cápsula, comprimido ou pó, sendo comercializados em lojas de produtos naturais, farmácias ou drogarias.

Triptofano ajuda a emagrecer?

O triptofano emagrece porque, por produzir serotonina, ajuda a controlar a ansiedade que conduz muitas vezes ao consumo compulsivo e descontrolado de alimentos. A redução da síntese de serotonina tem sido associada ao aumento do apetite por carboidratos.

A alimentação está muitas vezes associada aos sentimentos, assim em estados de ansiedade e depressão podem se consumir alimentos que dão mais prazer e que são mais calóricos como o chocolate que ajuda a elevar a produção de serotonina e a sensação de prazer.

Se durante a alimentação diária se ingerir alimentos fonte de triptofano a necessidade de compensar a produção de serotonina com a ingestão exagerada de chocolate ou outros alimentos que aumentam o prazer é menor e é por isso que se relaciona a ingestão de triptofano ao emagrecimento.