A salada no pote é uma forma prática de consumir legumes e verduras em qualquer lugar

Você alguma vez já experimentou salada no pote? Longe de ser algo muito muito inovador, ela consiste em uma salada comum armazenada em um pequeno recipiente, como o próprio nome indica. Seu diferencial está na praticidade, já que é possível levá-la para diferentes lugares (como o trabalho ou um passeio ao ar livre) sem que suas folhas estraguem. Pois é, por mais que a teoria seja muito simples, existem algumas dicas para montar e armazenar a salada no pote. Continue lendo para não perder nenhuma dica!

Higienize os vegetais que você vai consumir

Antes de mais nada, é preciso higienizar os ingredientes que vão estar na sua salada no pote. Além de lavá-los em água corrente, deixe-os de molho no vinagre por aproximadamente 20 minutos. Se não gostar do sabor do vinagre, uma alternativa é colocá-los de molho na água com uma colher de bicarbonato de sódio. Inclusive, essa é a melhor maneira de eliminar boa parte dos agrotóxicos das hortaliças.

O cloro também é uma opção para matar as bactérias, mas você precisa verificar na embalagem do produto se ele pode ser utilizado na cozinha ou se serve apenas para a limpeza. Depois que os vegetais estiverem devidamente higienizados, seque-os bem com uma centrífuga própria ou então com a ajuda de um papel-toalha.

Monte do alimento mais pesado para o mais leve

Tudo limpo? Então é hora de começar a montar a sua salada no pote. Corte os alimentos da forma que preferir – a cenoura, por exemplo, pode aparecer em pedaços ou ralada – e os organize de acordo com o peso. Por exemplo, legumes como rabanete e beterraba devem ficar no fundo. Depois temos os alimentos um pouco mais leves, como brócolis, ovo de codorna e tomate. Por fim, os vegetais folhosos, como rúcula e alface.

Caso seja feito da forma inversa as folhas podem amassar ou rasgar com o peso dos outros ingredientes – embora tenha gente que prefira, porque assim as folhas não ocupam tanto espaço, mas fica a seu critério. Além disso, seguir a ordem do mais pesado para o mais leve vai fazer com que a comida fique fresca por mais tempo.

Se quiser, também é possível acrescentar algumas sementes nessa salada, como quinoa e chia. Nossa dica é deixá-las por último, mas como elas não pesam muito, a ordem não chega a fazer tanta diferença. Já se for colocar alguma carne, que seja na segunda camada. Antes de consumir a salada, é só chacoalhar o pote fechado e, se necessário, usar um garfo para misturar melhor.

Tempere apenas quando for comer a salada

Sentiu falta do molho? Ele deve ser levado em um potinho à parte, porque a sua presença diretamente no mesmo pote da salada faz com que a oxidação dos alimentos seja mais rápida. Se o objetivo é manter a salada fresca por mais tempo, o ideal é deixar para acrescentá-lo apenas na hora de comer salada. Isso vale também para temperos em geral, como azeite e sal.

Como armazenar a salada no pote

Agora que você já aprendeu a montar a sua salada, é importante saber como armazená-la. Aqui não tem mistério, já que basta colocar o pote de geladeira. Se for levar para algum lugar, invista nas embalagens térmicas para o transporte. Em relação ao tempo na geladeira, tudo depende da proteína. Se você apostou no frango ou na carne vermelha, a salada no pote pode durar até 5 dias. Se o ingrediente escolhido foi atum, deixe armazenado por no máximo 2 dias. Com essas dicas você não vai ter mais desculpas para não comer salada, viu?


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here