Publicado na revista Nutrition, um novo estudo sugere que incluir amêndoas em sua dieta diária é uma boa medida contra problemas cardiovasculares.

Em termos simples, o corpo tem tipos bons e ruins de gorduras. A ingestão diária de amêndoas reduz a dislipidemia, que é marcada por altos níveis de colesterol ruim e baixos níveis do bom tipo.

Dr. Soumik Kalita, que liderou o estudo, salienta que nem todos os tipos de colesterol são ruins. O HDL é um dos seus tipos que possui propriedades protetoras.

“Se houver um aumento de 10 pontos em um tipo de HDL, especificamente HDL-C, haverá uma queda no risco de doença cardíaca pela metade. O tipo ruim de colesterol, por outro lado, é o LDL.”

Se medicamentos são tomados para reduzir um tipo de colesterol, pode afetar o outro tipo. A medicação também viria com seu próprio conjunto de efeitos colaterais e limitações. Este estudo, no entanto, conclui que as amêndoas não só reduzem os níveis de LDL no corpo, mas também mantêm ou até aumentam os níveis de HDL-C.

Os problemas cardíacos são resultado de vários fatores e um deles é dislipidemia. Comentando sobre dislipidemia, o Dr. Kalita afirmou:

“O consumo diário de 45 gramas de amêndoas pode ajudar a reduzir a dislipidemia, um dos mais importantes fatores de risco para doenças cardiovasculares. Uma revisão sistemática recente mostrou que a ingestão de amêndoas resulta em reduções significativas no colesterol total e LDL nocivo”.

O estudo também abordou a gordura abdominal e a obesidade abdominal e como as amêndoas ajudam a lidar com isso. A gordura ao redor da cintura é uma das causas dos problemas cardiovasculares.

Mas quão benéficas são as amêndoas de fato?

As amêndoas são realmente tão saudáveis quanto parece? Dr. Vaibhav Mishra, consultor sênior do Departamento de Cirurgia Cardíaca do Fortis Hospital Noida, concordou com a pesquisa.

“As amêndoas são cheias de gorduras monoinsaturadas (gorduras mono e poli-insaturadas são boas gorduras) e por isso aumentam o colesterol bom, e o seu teor de fibras reduz o LDL ou o colesterol ruim. Além disso, tem vitamina E, que é benéfica para a pele e cabelo. Então, da próxima vez que você estiver com fome entre as refeições, escolha um punhado (15-20) de amêndoas em vez de junk food”, disse o Dr. Vaibhav Mishra.

De acordo com o Dr. Huda Shaikh, nutricionista clínico, as amêndoas são uma rica fonte de magnésio – um mineral que a maioria dos diabéticos têm deficiência e que pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue. O magnésio presente nas amêndoas também melhora o funcionamento da insulina.

Agora, talvez não seja uma má idéia incluí-las em sua dieta, não é verdade?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here